Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Geração à Esquerda

Geração à Esquerda

Sobre as "Engraçadinhas"

Quem leu o meu último artigo neste blog , “Os Cartazes de Marisa”, e estiver a ler este post também, poderá ficar com a ideia de que eu sou uma “bloquista fanática” que não pode ficar calada quando falam mal da sua candidata. Ora, digo já, que não sou nem “bloquista”, nem “fanática”, e certamente não considero a Marisa Matias ou as mulheres do Bloco de Esquerda inimputáveis de todo, mas a minha veia feminista falou mais alto quando ouvi o discurso de Jerónimo de Sousa na noite eleitoral, por isso, aqui vai:

 

Na noite do passado domingo em que foram realizadas as eleições presidenciais, o líder do PCP, Jerónimo de Sousa, referiu que uma possível solução que não iria abraçar para aumentar o seu número de votos seria “... arranjar uma candidata mais engraçadinha e com um discurso mais populista...”. Depois disso já veio dizer que retirava o que disse na noite eleitoral sobre esse assunto caso alguém no BE tenha "enfiado a carapuça".

 

Vou já “pôr os pontos nos i’s”: se tivesse havido um candidato do género masculino, novo, giro, sexy, (o que quiserem chamar), não teria havido certamente um comentário sobre o “candidato engraçadinho”. Este foi pura e simplesmente um comentário sexista que teve como objetivo desvalorizar a posição das mulheres na política, dando a entender que qualquer bom resultado atingido por estas é resultado da sua beleza física.

 

Em segundo lugar, isto de “enfiar a carapuça” é uma infantilidade de quem não sabe reconhecer os seus erros e assumir responsabilidades com um simples “desculpa”. E não digo um “desculpa” a Marisa Matias ou a quem quer que seja que esteja que carapuça enfiada, mas sim um “desculpa” a todas as “engraçadinhas” que estão na política a tentar fazer valer as suas opiniões e posições políticas baseando-se na sua riqueza intelectual e não na sua beleza física.

 

Por fim, conheço muito boa gente que votou Marisa Matias e que, ao ouvir este comentário de Jerónimo de Sousa, esfregou as mãos de alegria. Se calhar ainda estamos longe desse dia, mas esta boa votação de Marisa Matias poderá ser o primeiro passo para que no futuro haja uma “engraçadinha” (independentemente do partido político) que seja eleita Presidente da República.

 

                                                                                                 Ana Sofia Santos (até um bocadinho "engraçadinha")

 

Colaboradores

Ana Sofia Santos

Carlota Borges

Carolina Correia

David Serrachino

Diogo Amaral

Filipe Barroso

Filipe Fernandes

Fábio Romão Morgado

Geração à Esquerda

Hugo Carvalho Gonçalves

João Quartilho

João Rocha

Mafalda Monteiro

Miguel Matos

Nuno Menezes

Raquel Rodrigues

Rui Lopes

Sofia Lopes

Tânia Teixeira

Teresa Fernandes

Tomás Santos

Mensagens

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D